Categoria Notícias

24º Fórum APDO-TIC

A 24ª edição do Fórum APDO-TI foi realizado no dia 15 de maio de 2024 presencialmente no auditório da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania. O evento é destinado aos Analistas de Planejamento e Desenvolvimento Organizacional da disciplina de Tecnologia da Informação e contou com a participação de palestrantes da Alura que abordaram o tema: Soft Skills. 

O coordenador da Coordenadoria de Gestão de Tecnologia da Informação e Comunicação – CGTIC, Ezequiel Brodowski, iniciou o fórum se apresentando e falando da importância do trabalho dos analistas e o impacto deles na Prefeitura de São Paulo. Falou sobre os avanços no trabalho realizado pela CGTIC, como o andamento da Ata de Registro de Preços de Service Desk e a Certificação ABNT ISO de Cidade Inteligente, Resiliente e Sustentável. Destacou que em 2024 teremos o encerramento do Plano Estratégico de TIC 2021-2024 e por fim, agradeceu a presença de todos desejando um bom fórum aos analistas. 

Prosseguindo, o Secretário Adjunto da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia – SMIT, Humberto de Alencar, agradeceu a participação de todos e falou da importância da carreira para a Prefeitura de São Paulo, principalmente na Certificação ABNT ISO. 

A primeira apresentação foi realizada por Tayná Carvalho, especialista da Alura, que falou sobre comunicação interpessoal, trazendo dicas e boas práticas para uma comunicação assertiva.  

A segunda apresentação foi realizada por Guilherme Lima, especialista da Alura, que falou sobre o livro “100 Segredos das Pessoas Felizes” de David Niven, abordando alguns dos segredos de uma forma leve. 

Por fim, Felipe Camodeca, Analista de Planejamento e Desenvolvimento Organizacional de TI e membro do Núcleo de Gestão da Carreira, realizou uma apresentação sobre a gestão da carreira mostrando um resumo das conversas individuais realizadas no primeiro semestre de 2024, as movimentações de Analistas realizadas, a situação dos Planos de Trabalhos Individuais dos Analistas e a previsão das ações do núcleo para 2024. 

Por fim, foi aberto um espaço para dúvidas e finalizado o Fórum. 

 

Data: 15/05/2024;   

Onde: Presencial, auditório da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania;  

Participantes: 23 pessoas.   

Palestrantes:    

Tayná Carvalho (Alura) – Linkedin 

Guilherme Lima (Alura) – Linkedin 

Felipe Camodeca (SMIT/CGTIC) 

 

Veja algumas imagens do 24º Fórum APDO-TIC

Diagnóstico de TIC – Escala de Maturidade: Critério 5.1 Serviços de TIC

Algumas perguntas do formulário do Diagnóstico de TIC são utilizadas no cálculo da Escala de Maturidade dos órgãos setoriais.

A Escala de Maturidade, assim como o Diagnóstico de TIC, é um instrumento de governança de TIC e seu objetivo é classificar os órgãos setoriais conforme a sua capacidade em tecnologia. São seis classificações, sendo o nível mais baixo o Inexistente e o nível mais alto a Série A.

Para o cálculo da classificação final são utilizados dez critérios de avaliação divididos em cinco eixos.

A pergunta sobre os Serviços de TIC faz parte do eixo 5 – Gestão e Dados e é utilizada para determinar a posição do órgão no critério 5.1 – Serviços de TIC.

A pergunta apresentava seis opções de respostas e o líder/responsável do órgão selecionava a que mais se aproximava da realidade do órgão.

Para facilitar a visualização do órgão em relação ao critério Serviços de TIC, foi montado o relatório abaixo. O asterisco ao lado da Série são os critérios chave e possuem uma relevância maior que os demais.  

Na visão geral, a maior parte dos órgãos, 37%, esta na série C e 29% dos órgãos estão na série E. Os outros 34% dos órgãos estão divididos nas outras séries, sendo que 15% encontram-se na série A e 3% na série Inexistente. 

Quando selecionamos apenas as Subprefeituras,48% estão na série E. Ao selecionarmos apenas as Secretarias 33% na série C. Em relação às Indiretas, 77% estão na série C e não há nenhum órgão nas séries E e Inexistente.

Quando selecionamos apenas a série A, verificamos que há 4 Subprefeituras, 5 Secretarias e 1 Indireta. 

Na série Inexistente há apenas 2 Subprefeituras e nenhuma Secretaria ou Indireta

Os órgãos que estão na série A neste critério são: 

  1. Empresa de Cinema e Audiovisual de SP;
  2. Secretaria da Cultura;
  3. Secretaria da Fazenda;
  4. Secretaria de Mobilidade e Trânsito;
  5. Secretaria da Saúde;
  6. Secretaria de Segurança Urbana;
  7. Subprefeitura Ipiranga;
  8. Subprefeitura Jabaquara;
  9. Subprefeitura Sé;
  10. Subprefeitura Jaçanã/Tremembé.

Acrescentamos na página dois o relatório do critério 5.2 que foi publicado anteriormente, para acessar, clique aqui. 

Para ver o relatório em tela cheia, clique aqui,  ou clique na seta de duas pontas que esta localizada no canto inferior direito do relatório abaixo (não é uma imagem).

*Os gráficos e tabelas são interativos e podem demorar para atualizar após a seleção.

Para acessar o relatório completo do Diagnóstico de TIC 2024, clique aqui. 

Utilizamos as respostas recebidas até o dia 30/04/2024. 

Até o momento os seguintes órgãos não enviaram os formulários preenchidos:

Secretaria Municipal de Educação
PRODAM

Diagnóstico de TIC – Proporção entre ativos próprios e locados 2023 e 2024

O Diagnóstico de TIC é realizado desde 2017 e algumas perguntas foram repetidas todos os ano, um exemplo é a pergunta sobre os ativos de microinformática. 

A repetição das perguntas permite a elaboração de relatórios comparativos entre anos distintos. No relatório abaixo, foram utilizados os anos de 2023 e 2024 dos ativos de microinformática próprios e locados. Para a comparação foram retiradas as respostas de 2023 dos 3 órgãos que ainda não enviaram as respostas em 2024:

  1. PRODAM;
  2. Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência;
  3. Secretaria Municipal da Educação.

Em 2023, apenas 3 dos 8 ativos possuíam mais ativos locados do que próprios:

  1. Celular/smartphone (81% locado);
  2. Impressora multifuncional (94% locado);
  3. Impressora sem scanner (96% locado).

Em 2024 ocorreu uma alteração significativa na proporção entre locados e próprios, sendo que apenas 1 ativo possui uma quantidade mais de próprios do que locados.

  1. Desktop (55% próprio)

Todos os outros ativos possuem mais equipamentos locados do que próprios e o scanner de produção em 2023 chegou a inverter a proporção. Em 2023 eram  7% de locados e em 2024 passou para 7% de próprios.

Mas ao retirar a Secretaria da Saúde, é possível verificar que a proporção entre 2023 e 2024 não sofreu uma alteração significativa, ou seja, por ser uma das maiores secretarias da Prefeitura de São Paulo, ela sozinha conseguiu modificar o panorama geral da Prefeitura de São Paulo.

Ao final do relatório, disponibilizamos todos os contratos dos anos de 2022, 2023 e 204 disponíveis no site de transparência até o mês de elaboração do relatório. O campo de busca é livre e o objetivo é facilitar a busca dos contratos que possuem algum item relacionado a área de TIC para servir de referência para possíveis contratações futuras.

Para ver o relatório em tela cheia, clique aqui, ou clique na seta de duas pontas que esta localizada no canto inferior direito do relatório abaixo (não é uma imagem).

*Os gráficos e tabelas são interativos e podem demorar para atualizar após a seleção.

 

Para acessar o relatório completo do Diagnóstico de TIC 2024, clique aqui. 

Utilizamos as respostas recebidas até o dia 08/04/2024. 

Até o momento os seguintes órgãos não enviaram os formulários preenchidos: 

Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência
Secretaria Municipal de Educação
PRODAM

Concurso Público de Analista de Planejamento e Desenvolvimento Organizacional – Tecnologia da Informação e Comunicação

A Prefeitura de São Paulo autorizou a realização de um novo concurso para o cargo de Analista de Planejamento e Desenvolvimento Organizacional  – Tecnologia da Informação e Comunicação.  O despacho autorizatório foi publicado no dia 9 de outubro de 2023 com a previsão de 52 vagas.

Este será o segundo concurso para a carreira de APDO –TIC, o primeiro foi realizado em 2015 com 90 vagas disponíveis.  As informações sobre concurso de 2015 estão disponíveis na página:

 https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/gestao/concursos_publicos/?p=246807

Em junho de 2022 a portaria  SMIT nº13 regulamentou a atuação da carreira e definiu as seguintes atividades de um APDO – TIC:

I – planejar, supervisionar, coordenar e controlar os recursos de tecnologia da informação e comunicação, relativos ao funcionamento da Administração Pública Municipal;

II – especificar e apoiar a formulação e o acompanhamento das políticas de planejamento relativas aos recursos de tecnologia da informação e comunicação;

III – executar análises para o desenvolvimento, implantação e suporte a sistemas de informação e soluções tecnológicas específicas;

IV – especificar, supervisionar e acompanhar as atividades de desenvolvimento, manutenção, integração e monitoramento do desempenho dos sistemas de informação;

V – gerenciar a disseminação, a integração e o controle de qualidade dos dados;

VI – organizar, manter e auditar o armazenamento, a administração e o acesso às bases de dados;

VII – desenvolver, implementar, executar e supervisionar atividades relacionadas aos processos de configuração, segurança, conectividade, serviços compartilhados e adequações da infraestrutura de informática.

A portaria esta disponível na página:

https://legislacao.prefeitura.sp.gov.br/leis/portaria-secretaria-municipal-de-inovacao-e-tecnologia-smit-13-de-2-de-junho-de-2022

O exercício do APDO –TIC pode ser na Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia ou pode ser descentralizado em qualquer órgão da Administração Pública Municipal.

Atualmente há 34 servidores em exercício em 14 secretarias diferentes.

Em 2022, o projeto de lei nº 428, destinado à valorização dos servidores municipais foi aprovado e a remuneração inicial passou de R$ 6.106,33 para R$ 9.000,00.

A tabela com a remuneração do projeto de lei aprovado pode ser acessada em:

https://legislacao.prefeitura.sp.gov.br/leis/projeto-de-lei-executivo-428-de-28-de-junho-de-2022/anexo/63016d1d1411924fe9cc2fd4/Anexos%20do%20PL%20n%C2%BA%20428_2022.pdf 

A comissão do concurso foi constituída pela portaria nº 89/SEGES/2023 em 29 de dezembro de 2023 e o concurso ainda não tem uma data definida, possibilitando que os interessados se preparem para a prova de seleção antecipadamente. 

Diagnóstico de TIC – Locação de Desktop e Notebook

Um dos itens abordados pelo Diagnóstico de TIC é a locação de Desktop e Notebook.

Este assunto é tratado na Orientação Técnica 001 – Ativos de Microinformática (colocar link). Na página 19 há o tópico “Vou alugar ativos de microinformática”, que aborda os requisitos que devem ser levados em consideração ao alugar computadores. Na página 13 há um exemplo de análise de economicidade que compara o custo da aquisição e da locação de computadores.

Atualmente, 18 dos 65 órgãos que responderam ao diagnóstico alugam desktops e 13 dos 65 órgãos alugam notebooks. Comparando com as respostas do Diagnóstico de TIC de 2023, ocorreu um aumento de 4 órgãos no aluguel de desktops e de 6 órgãos no aluguel de notebooks.

A proporção de desktops locados nos órgãos que alugam é de 61%. Em 2 órgãos, 100% dos desktops são locados:

  1. SP Regula;
  2. Subprefeitura de Itaquera.

Quanto aos notebooks, essa proporção é de 91%, sendo que em 4 órgãos o valor é de 100%:

  1. SP Regula;
  2. IPREM;
  3. Subprefeitura Ipiranga;
  4. Subprefeitura Itaquera.

A Secretaria da Saúde se destaca pela quantidade de equipamentos locados informados, sendo 20.000 desktops e 3.000 notebooks.

Além da quantidade de ativos locados, havia uma pergunta sobre o suporte técnico desses ativos. Sendo que 89% dos órgãos que alugam computadores incluem o serviço de suporte técnico. Em 72% dos órgãos o suporte é remoto e em 17% o técnico fica presencialmente no órgão. O percentual sobre o serviço de suporte técnico dos notebooks foi semelhante.

Ao acessar o Relatório Detalhado do PDSTIC (página 4) é possível verificar o planejamento realizado pelos órgãos para a locação de desktop e notebook em 2024.

Para os órgãos que pretendem realizar a locação de desktop ou notebook, recomendamos a leitura da OT 001. Para auxiliar os líderes/responsáveis de TIC que pretendem alugar desktops/notebooks, nas páginas 3 e 4 do relatório são apresentados os contratos de locação de computadores e notebooks encontrados na página de contratos da Prefeitura de São Paulo. Foram incluídos os contratos de 2022, 2023 e 2024, portanto há duplicidades de contratos, mas com data de assinatura e/ou valores diferentes. 

Para ver o relatório em tela cheia, clique aqui, ou clique na seta de duas pontas que esta localizada no canto inferior direito do relatório abaixo (não é uma imagem).

*Os gráficos e tabelas são interativos e podem demorar para atualizar após a seleção.

Para acessar o relatório completo do Diagnóstico de TIC 2024, clique aqui. 

Utilizamos as respostas recebidas até o dia 08/04/2024. 

Até o momento os seguintes órgãos não enviaram os formulários preenchidos: 

Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência
Secretaria Municipal de Educação
PRODAM
Subprefeitura Vila Maria/Vila Guilherme

Diagnóstico de TIC – Escala de Maturidade: Critério 5.2 Valor Público com Dados

Algumas perguntas do formulário do Diagnóstico de TIC são utilizadas no cálculo da Escala de Maturidade dos órgãos setoriais.

A Escala de Maturidade, assim como o Diagnóstico de TIC, é um instrumento de governança de TIC. Seu objetivo é classificar os órgãos setoriais conforme a sua capacidade em tecnologia. São seis classificações, sendo o nível mais baixo o Inexistente e o nível mais alto a Série A.

Para o calculo da classificação final são utilizados dez critérios de avaliação divididos em cinco eixos.

A pergunta sobre o Uso e Gestão dos Dados faz parte do eixo 5 – Gestão e Dados e é utilizada para determinar a posição do órgão no critério 5.2 – Valor Público com Dados.

A pergunta apresentava seis opções de respostas e o líder/responsável do órgão selecionava a que mais se aproximava da realidade do órgão.

Para facilitar a visualização do órgão em relação ao critério Valor Público com Dados, foi montado o relatório abaixo. O asterisco ao lado da Série são os critérios chave e possuem uma relevância maior que os demais.  

Na visão geral, a maior parte dos órgãos, 34%, esta na série E e 20% dos órgãos estão na série Inexistente. Os outros 46% dos órgãos estão divididos de forma semelhante nas outras quatro séries, sendo que 12% dos órgãos estão na série A

Quando selecionamos apenas as Subprefeituras, 61% estão na série E. Ao selecionarmos apenas as Secretarias, há um empate de órgãos na série C e A, com 29% dos órgãos em cada uma dessas séries. Em relação às Indiretas, ocorre um empate triplo nas séries Inexistente, D e B, com 23% dos órgãos da Administração Indireta nessas séries. Ainda em relação aos órgãos da Administração Indireta, A SP Transportes se encontra na série A e a CET na série Inexistente. 

Quando selecionamos apenas a série A, verificamos que não há nenhuma Subprefeitura, sendo que a melhor posicionada é a Subprefeitura da Vila Prudente na série B, seguida pelas Subprefeituras de Itaquera e do Jabaquara, ambas na série D.

Entre as Secretarias, apenas a Secretaria da Justiça está na série Inexistente e duas secretarias, de Governo e das Subprefeituras, estão na série E.

Os órgãos que estão na série A (neste critério) são: 

  1. CGM
  2. Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho
  3. Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania
  4. Secretaria de Infraestrutura e Obras
  5. Secretaria de Mobilidade e Trânsito
  6. Secretaria de Urbanismo e Licenciamento
  7. SP Transportes
  8. SP Turismo

Para ver o relatório em tela cheia, clique aqui,  ou clique na seta de duas pontas que esta localizada no canto inferior direito do relatório abaixo (não é uma imagem).

*Os gráficos e tabelas são interativos e podem demorar para atualizar após a seleção.

Para acessar o relatório completo do Diagnóstico de TIC 2024, clique aqui. 

Utilizamos as respostas recebidas até o dia 27/03/2024. 

Até o momento os seguintes órgãos não enviaram os formulários preenchidos: 

Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência
Secretaria Municipal de Educação
PRODAM
Subprefeitura Vila Maria/Vila Guilherme

Diagnóstico de TIC – Líderes/responsáveis: cargos, unidades de trabalho, participação no grupo orçamentário e iniciativas

Um dos objetivos do Diagnóstico de TIC é identificar o perfil dos líderes/responsáveis de TIC dos Órgãos Setoriais. No formulário constam perguntas sobre o cargo do líder/responsável, sua unidade de trabalho, sua participação no grupo orçamentário e projetos de iniciativa da liderança, dentre outras.

Na lista de cargos havia 8 opções pré-definidas e um campo de livre preenchimento. Ao todo foram informados 19 cargos diferentes. 

Dentre os cargos informados, o Puramente Comissionado representa 35,1% dos cargos ocupados pelos líderes/responsáveis de TIC dos órgãos. Sendo que 80% deles trabalham na unidade de Tecnologia/Suporte. 

Os três cargos mais citados representam mais de 70% dos cargos dos líderes/responsáveis de TIC: 

  1. Puramente comissionados: 35,1%;
  2. Assistente de Gestão de Políticas Públicas (AGPP): 29,8%;
  3. Agente de Apoio: 7,0%.

No campo de livre preenchimento, foram informados cargos diversos, como Inspetor de Divisão, Procuradora do Município, Gerente Administrativo e Superintendente de TIC. 

Uma questão relevante para a área de TIC é a participação do líder no planejamento orçamentário e a publicação em portaria desta participação. Este ano, cinco órgãos informaram a portaria e um dos líderes/responsáveis informou que participa, mas não foi nomeado formalmente. 

Outro ponto importante são as iniciativas da liderança de TIC. Sendo que 2 órgãos informaram as iniciativas de liderança. 

Para saber mais detalhes sobre os líderes de TIC clique aqui.

Para acessar em tela cheia clique na seta de duas pontas que esta localizada no canto inferior direito do relatório.

Para acessar o relatório completo do Diagnóstico de TIC 2024, clique aqui. 

Utilizamos as respostas recebidas até o dia 22/03/2024. 

Até o momento os seguintes órgãos não enviaram os formulários preenchidos: 

Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência
Secretaria Municipal de Educação
PRODAM
Subprefeitura Vila Maria/Vila Guilherme

Diagnóstico de TIC – Problemas relacionados ao atendimento ao usuário e a relação com o atendimento terceirizado

Anualmente a Coordenadoria de Gestão de TIC envia um formulário contendo mais de 100 perguntas aos Órgãos Setoriais e após a coleta das respostas é elaborado um relatório, o Diagnóstico de TIC, apresentando todas as respostas recebidas.

Um dos objetivos do Diagnóstico de TIC é, por meio da coleta de informações, fornecer para o Órgão Central uma visão adequada da realidade da tecnologia nos Órgãos Setoriais.

Uma das formas para atingir este objetivo é utilizar as informações coletadas e analisar de forma isolada ou em conjunto as respostas enviadas pelos Órgãos Setoriais.

Dentre as várias perguntas do formulário, havia uma com uma lista de problemas relacionados ao atendimento ao usuário e solicitava que os líderes/responsáveis de TIC indicassem todos os problemas que ele(a) identifica no seu órgão.

Os três problemas mais selecionados foram:

  1. Não há carreira de TIC – 37 órgãos;
  2. Servidores solicitam atendimento para questões que poderiam ser resolvidas por e-mail ou lista de dúvidas frequentes – 34 órgãos;
  3. Falta de conhecimento básico de informática por parte dos servidores – 32 órgãos.

No total os problemas foram selecionados 221 vezes e apenas seis órgãos informaram não haver problemas relativos ao atendimento ao usuário.

Havia também uma pergunta com três opções sobre quem realiza o atendimento ao usuário nos órgãos: Somente a equipe própria, somente os terceirizados ou ambos (equipe própria e terceirizados em conjunto).

Ao analisar as duas respostas em conjunto o resultado foi o esperado, tanto pela quantidade de órgãos nos quais o atendimento é realizado por terceirizados, quanto pela percepção de que uma empresa terceirizada especializada no serviço de suporte auxilia a equipe de TIC no atendimento ao usuário. Em resumo os Órgãos Setoriais nos quais o atendimento é realizado apenas pela equipe própria apontaram mais problemas da lista fornecida.

A realidade dos Órgãos Setoriais na Prefeitura de São Paulo é muito heterogênea, mas este tipo de visão pode ser útil para os líderes/responsáveis de TIC dos Órgãos Setoriais na análise da relação do custo/benefício na contratação de um serviço terceirizado de atendimento ao usuário.

Para acessar o relatório no PowerBI clique aqui.

Clique na lista de problemas ou nos gráficos:

Para acessar em tela cheia clique na seta de duas pontas que esta localizada no canto inferior direito do relatório.

Para acessar ao Diagnóstico de TIC 2024, clique aqui. 

Utilizamos as respostas recebidas até o dia 19/03/2024. 

Até o momento os seguintes órgãos não enviaram os formulários preenchidos: 

Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência
Secretaria Municipal de Educação
PRODAM
Subprefeitura Itaquera
Subprefeitura São Miguel
Subprefeitura Vila Maria/Vila Guilherme

Diagnóstico de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) 2024

O Diagnóstico de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) é um dos instrumentos da Política Municipal de Governança de TIC (PMGTIC) e é realizado anualmente pelo Órgão Central junto aos Órgãos Setoriais desde 2017.

 

No início de cada ano é enviado um questionário com mais de 100 perguntas a todos os líderes e responsáveis pelas áreas de tecnologia dos Órgãos Setoriais. As perguntas abordam diversos temas relacionados a área de TIC.

Com as respostas coletadas é montado um relatório que representa uma fotografia da tecnologia da Prefeitura de São Paulo no período e serve de referência para fomentar ações estratégicas que permitam alcançar os objetivos estabelecidos no Plano Estratégico de TIC.

 

A colaboração dos líderes e funcionários de todos dos Órgãos Setoriais é fundamental para a realização e qualidade do Diagnóstico de TIC. Este ano, 57 órgãos enviaram suas respostas dentro do prazo.

Como o objetivo do Diagnóstico de TIC somente é atingido com a participação de todos, o formulário permanecerá disponível para os 2 órgãos listados abaixo que ainda não finalizaram o diagnóstico de TIC . Contamos com a colaboração de todos.

 

 
 Secretaria Municipal de Educação
PRODAM
 

 Para acessar o Diagnóstico de TIC 2024 clique na imagem abaixo:


1º Ciclo de uso dos cursos à distância da Alura de 2024

Já está disponível a lista de contemplados para o 1º Ciclo de uso dos cursos à distância da Alura de 2024.

A Alura é uma plataforma online de cursos de tecnologia que, em parceria com a Prefeitura, vem desde 2019 fornecendo cursos à distância para os servidores. Esta iniciativa faz parte do Programa Permanente de Capacitação que busca fomentar o desenvolvimento profissional dos servidores municipais das áreas de tecnologia.

O período de uso de licenças desse ciclo será de 16/01/2024 a 30/06/2024.

Confira abaixo a lista de contemplados!

Setorial Nome
Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo Allan Souza Lima
Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo Antonio Mauro Lopes Perides
Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo José Antonio Muller
Companhia de Engenharia e Tráfego Francisco Florentino de Sousa Filho
Companhia de Engenharia e Tráfego Mara Regina do Vale Alves Alvarez Ghibu
Companhia de Engenharia e Tráfego Marco Morino Edagi
Companhia de Engenharia e Tráfego Nelson Pereira de Souza
Companhia de Engenharia e Tráfego Vicente Alves Guimarães Filho
Controladoria Geral do Município Adailton Lemes
Controladoria Geral do Município Elisa Bosso Fernandes
Controladoria Geral do Município Genildo Luiz da Silva Junior
Controladoria Geral do Município Kelvin Peroli dos Reis
Controladoria Geral do Município Marília Miquelin de Oliveira
Fundação Paulistana de Educação e Tecnologia Thiago Possato Medeiros
Hospital do Servidor Público Municipal Thomas Gregory da Silva
Hospital do Servidor Público Municipal José Vieira Dias Junior
Instituto de Previdência Municipal Fabio Henrique Pelligotti
Instituto de Previdência Municipal Gabriela Rodrigues de Freitas
Procuradoria Geral do Município Cicero Gilmar de Oliveira Arruda
Procuradoria Geral do Município Huno Molina Rodrigues dos Santos
SP Obras Gilmar Conde Conceição
SP Obras Wagner Tristão Vargas
Secretaria Municipal da Fazenda André Correa da Silva
Secretaria Municipal da Fazenda Calemino Augusto Silva Mendes
Secretaria Municipal da Fazenda Fernando Brambilla do Nascimento
Secretaria Municipal da Fazenda Kaique Souza Costa
Secretaria Municipal da Fazenda Paula Piantino Vitiritti Cirelo
Secretaria Municipal da Fazenda Rodrigo Mallmann Guerra
Secretaria Municipal das Subprefeituras Alvaro Jose Martins Camara
Secretaria Municipal das Subprefeituras Arthur Lima Lopes de Oliveira
Secretaria Municipal das Subprefeituras Beatriz da Rocha
Secretaria Municipal das Subprefeituras Reinaldo Francisco dos Anjos
Secretaria Municipal das Subprefeituras Thiago Ferreira Miranda
Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social Guilherme Augusto Monteiro dos Santos
Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social João Rafael Calvo da Silva
Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social Lucas Ribeiro da Silva
Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social Tienes de Moura Junior
Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social Ursula Borges dos Santos Lima
Secretaria Municipal de Cultura José Carlos da Silva Cabral
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho Alicy Lorrainy dos Santos Azevedo
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho Hugo da Paixão Martins
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho Julio Gomes Silva
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho Matheus Maximiano de Souza
Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania Alexandre Yuuzo Tanabe
Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania Andrew Solera
Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania Edimilson Blanes Coutinho
Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania Gabriel Paganini Tavares de Oliveira
Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania Gustavo de Santana Badio Felipe
Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania Marcia Regina da Silva Cavalcanti
Secretaria Municipal de Educação Rafael Oliveira
Secretaria Municipal de Educação Flávio Cariel Ferreira
Secretaria Municipal de Educação Marcelo Barbosa de Oliveira
Secretaria Municipal de Educação Paulo Henrique Cardoso dos Santos
Secretaria Municipal de Esportes e Lazer Edmundo Aoyama
Secretaria Municipal de Esportes e Lazer Jems Okada de Sousa Araujo
Secretaria Municipal de Esportes e Lazer Paulo Guilherme Santos Rezende
Secretaria Municipal de Esportes e Lazer Renan Robson de Almeida
Secretaria Municipal de Esportes e Lazer Thiago Dias Barboza
Secretaria Municipal de Gestão Alester Mafra Mendonça
Secretaria Municipal de Gestão Davi Giugno
Secretaria Municipal de Gestão Eloisa Gomes Ledo Silva
Secretaria Municipal de Gestão Jefferson Leite dos Santos Olivato
Secretaria Municipal de Gestão Patrick Sponhardi Lopes
Secretaria Municipal de Gestão Rafael da Matta
Secretaria Municipal de Habitação Naja Domingos da Silva
Secretaria Municipal de Habitação Tiago Andrade Regueira
Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Fabrício Alves Cruz
Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia Álan Silva da Cruz
Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia Alvaro Henrique Walder de Mello
Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia Bruna Manali Martins
Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia Helen Jerônimo Martins
Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia Henrique Silva de Souza
Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia Lucas Aversa Martins
Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia Rafael Neves
Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia Raphael Rossato Caetano
Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia Thyago Athayde Silveira de Oliveira
Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia Victor Williams Stafusa da Silva
Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia Vitor Capparelli
Secretaria Municipal de Segurança Urbana Marcos Antonio Lima Ramos
Secretaria Municipal de Segurança Urbana Marcos Rogério do Nascimento
Secretaria Municipal de Segurança Urbana Paulo Jones Camargo
Secretaria Municipal de Segurança Urbana Roger Luis Sousa Felix
Secretaria Municipal de Segurança Urbana Vlademir Paulino da Silva
Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento César Maciel Ribeiro
Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento Kendi Souza Kurihara
Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento Lucas Vieira Figliuolo
Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento Renato Luiz da Silva
Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente Brunno Kauan Duarte de Goes
Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente Cassiane Vieira de Araújo Silva
Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente Daniela Fernandes da Silva
Secretaria de Governo Municipal David de Jesus Silva
Secretaria de Governo Municipal Gabriel Seren Franco
Subprefeitura Aricanduva/Formosa/Carrão Octavio Roberto Braga
Subprefeitura Capela do Socorro Edmilson Atanasio de Moraes Junior
Subprefeitura Ipiranga Carolina Francesco Pereira Lopes da Costa
Subprefeitura Itaim Paulista Josecir da Silva Santos
Subprefeitura Jabaquara Daniel Ventura
Subprefeitura Pirituba/Jaraguá Wierbley Alves de Moraes
Subprefeitura Santana/Tucuruvi Miriam Aparecida Fernandes Martins
São Paulo Urbanismo Rogerio Fazio de Souza
   

A Alura oferece mais de 1.000 cursos, conheça todos aqui: https://www.alura.com.br/cursos-online-tecnologia

Reunimos algumas dicas para um melhor aproveitamento do estudo à distância. Veja se elas combinam com o seu jeito de aprender e se é possível aplicar algumas delas à sua rotina.

De olho no tempo e na rotina

O que você não pode perder de vista: a carga horária a ser cumprida (50h) dentro do prazo estipulado – de 16 de janeiro a 30 de junho de 2024. Avalie qual é o melhor momento de iniciar a sua aprendizagem.

O indicado é que defina um tempo de dedicação ao conteúdo que se ajuste às demais atividades que você gosta ou que precisa fazer. Estudar todos os dias? Em dias intercalados? No final de semana? A distribuição do tempo precisa combinar com o seu ritmo, energia e disposição.

Com barulho ou sem barulho?

Local de estudo adequado é o que permite que você mantenha-se atento e concentrado. Não sendo possível, tente identificar o que te dispersa e faça as alterações possíveis para voltar ao foco.

Estudar até cansar ou não cansar de estudar?

A primeira opção remete à quantidade, que para algumas pessoas pode gerar desgaste e eventual descontinuidade da intenção de estudar. A segunda, remete à possibilidade de qualificar a assimilação do conteúdo, logo, um bom aproveitamento do curso.

O indicado é dar pausas, de 10’ a 15’, a cada 2h de dedicação aos estudos. Vale fazer o que mais te agrada, para diminuir o cansaço e suas variações – sonolência, impaciência, ansiedade ou qualquer outra sensação de sobrecarga.

Hábitos saudáveis

Ajudam! Se você ver valor e achar que vale a pena experimentar. Garantir um sono saudável, por exemplo, é fundamental para manter a atenção, concentração e memorização do que se aprende. Alimentos geradores de energia também favorecem o ânimo, a disposição e o foco.

Aproveite bem o conteúdo.

Boa aprendizagem!

Caso você não tenha sido contemplado com uma licença neste ciclo, veja abaixo como funciona o ranqueamento de interessados e entenda o que aconteceu. Se necessário, converse com a sua chefia e se planeje para atender aos critérios. Esperamos que no próximo ciclo você consiga!

Perguntas frequentes

  • 1ª Etapa: inscrição e manifestação de interesse.
  • 2ª Etapa: ranqueamento dos servidores e servidoras inscritos, de acordo com os critérios estipulados.
  • 3ª Etapa: divulgação da lista de contemplados e distribuição das licenças de uso da plataforma.

A licença fica disponível ao aluno durante um período determinado. Ao fim deste período, um novo ciclo, com novas inscrições, se iniciará.

Os períodos de 2024 serão:
✔ Período 1: Janeiro até Junho
✔ Período 2: Julho até Dezembro

Os servidores e servidoras que trabalham com Tecnologia da Informação e Comunicação ou com Análise de Dados nos órgãos da Prefeitura de São Paulo. Isso inclui somente servidores efetivos, comissionados e estagiários que demonstrarem interesse prévio, através de inscrição.

É vedada a atribuição de licença a terceiros contratados pela Administração.

O formulário de inscrição é divulgado a todos os líderes de TI dos órgãos setoriais da Prefeitura de São Paulo, os quais são responsáveis por divulgar a oportunidade aos demais servidores de tecnologia.

O servidor que desejar se inscrever, deverá preencher seus dados, concordar com todos os termos para o recebimento da licença e aguardar o resultado.

O período de inscrições será aberto em torno de 15 dias antes do início do período da licença ou do semestre.

Geralmente a procura pelo curso é maior que a oferta de 85 licenças, por isso aplicamos os seguintes critérios para definir quem será contemplado: 

  1. Cumpriu a carga horária prevista nos cursos (EaD ou presencial), nos últimos seis meses, e portanto, não está na lista de impedimento. 
  2. Manifestou interesse no ciclo anterior e não foi contemplado por conta do limite de 4 vagas disponibilizadas ao órgão setorial.
  3. Foi contemplado menos vezes com o acesso à Alura.
  4. Ordem de inscrição  

OBS: Se após o ranqueamento acima ainda restar vagas disponíveis, elas serão distribuídas de acordo com a data de inscrição do candidato.

Ao receber uma licença, você assume duas responsabilidades:

  1. Cumprir o mínimo de 50 horas-aula, dentro do ciclo de 6 meses. As horas serão computadas apenas quando o curso for concluído.
  2. Fazer cursos relevantes ao seu trabalho dentro do órgão da Prefeitura.

Atenção!
Se atente aos prazos. Se você não concluir a quantidade mínima de horas-aula no fim do período você irá para a lista de impedimento de próximas inscrições.

1ª vez que recebo uma licença:
A própria Alura te enviará uma senha de acesso provisória no endereço de e-mail pessoal que você informou na inscrição.

Para entrar em sua nova conta, você deve acessar o portal da Alura e efetuar o login, usando esse e-mail pessoal informado e a senha enviada pela Alura.

O portal da Alura pode ser acessado pelo link a seguir: www.alura.com.br. Após acessar este endereço, clique em “Entrar”, no canto superior direito da tela.

Já recebi uma licença antes:
Se na nova inscrição você informou o mesmo e-mail pessoal (que usou em ciclos anteriores), você não receberá uma senha nova, sua conta permanecerá a mesma. O acesso será apenas renovado e você pode entrar na plataforma com a mesma senha que usou nos ciclos anteriores. 

Caso você tenha informado um e-mail pessoal diferente do usado anteriormente, a Alura criará uma nova conta para você e te enviará um e-mail com uma senha provisória.

Atenção:
Recomendamos que você informe o mesmo e-mail pessoal em toda nova inscrição, para que o seu acesso seja apenas renovado. Assim evita-se de criar mais de uma conta para a mesma pessoa.

Vai para a lista de impedimento aqueles que foram contemplados com cursos (tanto presenciais, quanto EaD) e não cumpriram a carga horária mínima estabelecida. Dessa forma, ficam impedidos de participar de novas oportunidades de capacitação oferecidas pelo Programa Permanente de Capacitação por 6 meses. Portaria SMIT-SMG nº11/2018

A sua conta na Alura permanecerá com o acesso aos certificados dos cursos realizados, bem como todo o seu histórico. Porém, você não terá permissão para realizar novos cursos, nem possuirá acesso ao material didático dos cursos finalizados.

Dúvidas sobre o conteúdo de um curso em específico:
Envie sua dúvida no Fórum específico de cada curso dentro da plataforma Alura. Veja como funciona.

Dúvidas sobre o uso da plataforma:
Entre em contato diretamente com a Alura, através do endereço: https://www.alura.com.br/contato

Ainda com dúvidas sobre critérios de ranqueamento, alocação de licenças, inscrições, entre outras relacionadas?
Entre em contato com a SMIT/CGTIC através do e-mail tecnologia@prefeitura.sp.gov.br

 

Topo